HOTEL PONTA VERDE – MACEIÓ E PRAIA DO FRANCÊS

FÁTIMA VASCONCELOS NUNES

Jornalista e Editora Executiva

12 Dec, 2017 11:21 am

UM HOTEL, DOIS DESTINOS.

O Hotel Ponta Verde é um só, no atendimento e nos serviços que oferece. Também é o mesmo na acolhida carinhosa. O que muda, é só o endereço: enquanto um se localiza em Maceió, na praia que leva o mesmo nome, o outro fica na Praia do Francês, um dos lugares mais paradisíacos de Alagoas e praticamente um bairro da capital – apenas 20 minutos de carro. Ou seja, embora marcando presença em lugares distintos, os hotéis Ponta Verde Maceió e Ponta Verde Praia do Francês seguem uma só concepção: lugar de descanso e lazer, onde é possível desfrutar de uma estadia tranquila e relaxante, com o máximo de conforto e segurança. Tanto um quanto o outro, você pode optar por Meia Pensão Flexível, Pensão Completa ou só o Café da Manhã. Maceió ou Francês, a escolha é sua. Eu sugiro vivenciar os dois, pois embora destinos diferentes, há uma única certeza: a vivência de momentos inesquecíveis, e que você vai levar para sempre na memória.

PONTA VERDE MACEIÓ

Você, parte da paisagem…

Deslumbrante! Esta é a sensação – ou melhor, o impacto – que se tem ao chegar no quarto e abrir as cortinas. Mas espere um pouco… a surpresa começa ainda no elevador panorâmico, com um visual de tirar o fôlego! Hospedar-se nas suítes superiores, é como andar de moto: você é parte da paisagem. Rodeada por janelões que se abrem para uma vista privilegiada do mar, a Praia de Ponta Verde – famosa por suas águas tranquilas e mornas, resguardadas por arrecifes de corais – parece estar ao alcance das mãos, a impressão é a de que podemos tocá-la, de tão próxima.

COMODIDADE E ACONCHEGO

Amplos, confortáveis e iluminados. Com decoração inspirada nos corais do mar da Ponta Verde, os apartamentos estão distribuídos nas categorias FRENTE MAR, LATERAL MAR e STANDARD, e a única diferença deste para os demais, é que eles não tem vista, mas são equipados com ar condicionado, cama King Size e TV por assinatura, também frigobar, cofre digital e secador de cabelos, ou seja, o conforto é igual, sem falar que uma criança de até dez anos pode hospedar-se gratuitamente no apartamento. Outro diferencial importante é que o hotel investe na acessibilidade, dispondo de quartos adaptados e elevadores espaçosos, além de rampas de acesso para pessoas com dificuldades de locomoção.

RESTAURANTE DOS CORAIS

Com vista para a praia, o Restaurante dos Corais – À La Carte e Buffet com saladas, sopas e quiche todas as noites – mistura sabores e tradições que compõem o mosaico da culinária brasileira, especialmente a alagoana, oferecendo uma boa variedade de pratos, incluindo opções autorais, com menos calorias, para quem quer saborear as delícias do lugar mas sem exageros. No café da manhã, um buffet variado oferece desde pães, bolos e frutas da estação a tradicional tapioca nordestina feita na hora. O restaurante serve bons petiscos acompanhados de deliciosos drinks à beira da piscina, além do Room Service 24 horas.

PONTA VERDE PRAIA DO FRANCÊS

Tributo à arte em cenário paradisíaco

Inúmeros são os motivos que vão fazer você se encantar pelo Ponta Verde Praia do Francês. Pertinho da capital alagoana (18km), visual contemplativo, em frente às águas translúcidas do mar, e a tranquilidade de estar localizado numa vila tranquila, que pertence a Marechal Deodoro, antiga capital de Alagoas, cidade histórica tombada pelo Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN). Não bastasse tudo isso, o hotel, além de perfeito para famílias e para quem viaja a trabalho (com um visual inspirador daqueles fica fácil fechar qualquer negócio) o hotel – que traduz como ninguém a essência de Marechal Deodoro – também é pensado para um público apreciador da cultura e da arte. Enquanto produzimos um mundo cada vez mais tecnológico, deixamos para trás coisas importantes vindas da criatividade humana, feitas pelas mãos do homem. O hotel resgata esse universo artístico-cultural, valorizando a história por meio de elementos que interpretam costumes, crenças, religiões e o folclore local.

CONFORTO E HOMENAGEM NAS SUÍTES

Além da música – a cidade tem pelo menos três orquestras filarmônicas – o que mais caracteriza Marechal Deodoro são os sobrados coloniais do séc. XVIII e suas famosas janelas em madeira, de cores marcantes. Um tributo ao patrimônio cultural e arquitetônico da cidade, o hotel concebeu releituras dessas janelas na forma de quadros e painéis iluminados. Eles estão por toda parte, desde o hall do elevador até as amplas e confortáveis suítes, com sacadas estratégicas que hoje dão para a praia, mas que parecem trazer de volta a nostalgia de antigamente, quando as janelas se abriam para o centro histórico. Emoldurado por essa decoração rústica e saudosista, o contemporâneo impõe-se, trazendo conforto em ambientes modernos e renovados, onde as lembranças agora rendem-se ao atual e ao novo.

RABECA E FATEIXA: GASTRONOMIA E CULTURA

Pouca gente sabe, mas a ‘rabeca’ é um instrumento medieval que surgiu antes do violino. Assim como a viola caipira está para Goiás, a rabeca é um instrumento folclórico que simboliza a música nordestina, e que empresta o nome a um dos restaurantes do hotel. Localizado na cobertura do hotel, o Bar e Restaurante Rabeca tem opções variadas para quem quer passar o dia curtindo a piscina, de onde é possível apreciar um por do sol incendiário, misturando-se ao azul infinito do mar.

O Restaurante Fateixa, onde também é servido o café da manhã – uma das melhores tapiocas que já experimentei, feita pela Maria – oferece uma variedade de pratos ‘A La Carte’ com sabores da culinária regional e nacional. O nome do restaurante homenageia os pescadores de Marechal Deodoro – ‘fateixa’ é uma espécie de âncora artesanal usada em jangadas e canoas, e símbolo cultural da Praia do Francês.

Deixe um comentário

Enviar Mensagem